Culturas lácteas Culturas de acabamento

As várias culturas de acabamento:

– Brevibacteria
– Leveduras
– Bolores
– Penicillium roqueforti
– Penicillium candidum
– Geotrichum candidum

Add To Cart

Culturas de acabamento

00

Brevibacteria Brevibacterium linens e outras Corynebacteria são componentes importantes para queijos como Munster ou Limburguer. Têm três funções principais: – Gera cor e aspecto característico – Assegura formação de sabor – Protege contra bolores contaminantes Leveduras As leveduras são muito comuns em todo o tipo de queijos e funcionam como: – Neutralizantes da superfície do queijo, assimilando ácido láctico – Estimulam a flora sensível a ácido, inibindo indesejáveis contaminações bacterianas. – Formam componentes aromáticos através de actividade lipolítica e proteolítica. Bolores Os bolores crescem sob a forma de células unitárias chamadas micélios e, com a ajuda de enzimas, quebram moléculas maiores em moléculas mais pequenas. Proteólise específica e lipólise de culturas de bolores resulta na formação de sabores característicos e têm influência na consistência do queijo. A lipólise é essencial para desenvolver sabores típicos. Os ácidos gordos livres originam metilcetonas que desempenham um papel importante na formação dos complexos aromáticos em queijos azuis. A Danisco fornece uma gama de bolores que é ajustada à tecnologia aplicada ao queijo pretendido. Penicillium roqueforti Penicillium roqueforti tem funções em queijos como Stilton, Danablu, Gorgonzola e Roquefort: – Criação da típica coloração azulada – Prevenção de crescimento de culturas indesejadas – Desenvolvimento do típico sabor e consistência do queijo devido a enzimas CHOOZIT™ Penicillium roqueforti produz cor desde verde pálido até azul escuro e tem actividade enzimática que produz sabor suave a intenso. Penicillium candidum Penicillium candidum (ou Penicillium camemberti) é usado na produção de queijos de casca branca como Camembert e Brie, queijo de cabra, e queijo de soro (Sauermilch). Funções: – Criação de aspecto característico – Proteção da casca a bolores indesejados como mucor – Neutralização do queijo através da capacidade de quebra de ácido láctico, influenciando o sabor e a consistência consideravelmente. – Contribuição para a maturação pela capacidade proteolítica e lipolítica. Geotrichum candidum Geotrichum candidum é muito comum na indústria queijeira, com características que variam consoante a estirpe. As culturas de Geotrichum candidum são usadas sozinhas ou com P.candidum na produção de queijos de pasta mole. Devido à usa actividade proteolítica e lipolítica, desempenha um papel importante na maturação e tem grande influência no aspecto, estrutura e...

Brevibacteria
Brevibacterium linens e outras Corynebacteria são componentes importantes para queijos como Munster ou Limburguer. Têm três funções principais:
– Gera cor e aspecto característico
– Assegura formação de sabor
– Protege contra bolores contaminantes

Leveduras
As leveduras são muito comuns em todo o tipo de queijos e funcionam como:
– Neutralizantes da superfície do queijo, assimilando ácido láctico
– Estimulam a flora sensível a ácido, inibindo indesejáveis contaminações bacterianas.
– Formam componentes aromáticos através de actividade lipolítica e proteolítica.

Bolores
Os bolores crescem sob a forma de células unitárias chamadas micélios e, com a ajuda de enzimas, quebram moléculas maiores em moléculas mais pequenas. Proteólise específica e lipólise de culturas de bolores resulta na formação de sabores característicos e têm influência na consistência do queijo.
A lipólise é essencial para desenvolver sabores típicos. Os ácidos gordos livres originam metilcetonas que desempenham um papel importante na formação dos complexos aromáticos em queijos azuis. A Danisco fornece uma gama de bolores que é ajustada à tecnologia aplicada ao queijo pretendido.

Penicillium roqueforti
Penicillium roqueforti tem funções em queijos como Stilton, Danablu, Gorgonzola e Roquefort:
– Criação da típica coloração azulada
– Prevenção de crescimento de culturas indesejadas
– Desenvolvimento do típico sabor e consistência do queijo devido a enzimas CHOOZIT™ Penicillium roqueforti produz cor desde verde pálido até azul escuro e tem actividade enzimática que produz sabor suave a intenso.

Penicillium candidum
Penicillium candidum (ou Penicillium camemberti) é usado na produção de queijos de casca branca como Camembert e Brie, queijo de cabra, e queijo de soro (Sauermilch). Funções:
– Criação de aspecto característico
– Proteção da casca a bolores indesejados como mucor
– Neutralização do queijo através da capacidade de quebra de ácido láctico, influenciando o sabor e a consistência consideravelmente.
– Contribuição para a maturação pela capacidade proteolítica e lipolítica.

Geotrichum candidum
Geotrichum candidum é muito comum na indústria queijeira, com características que variam consoante a estirpe.
As culturas de Geotrichum candidum são usadas sozinhas ou com P.candidum na produção de queijos de pasta mole. Devido à usa actividade proteolítica e lipolítica, desempenha um papel importante na maturação e tem grande influência no aspecto, estrutura e sabor.

Deixar um Comentário

Your email address will not be published.

Avaliação